Outubro 2022

Pequenos e muito pouco stressados

2022-10-12T18:27:02+00:00

Horários. Agitação. Correria. Vivemos momentos de ritmo alucinante com necessidades de resposta rápida a muitas solicitações. Vivemos stressados, sob pressão e com dificuldade em lidar com algumas situações urgentes que nos são impostas. Adaptados a um ambiente cada vez menos natural, com efeitos nefastos sobre as comunidades animais e vegetais, e em nós próprios, não conseguimos responder ao stress. Nem nós, nem o mundo natural à nossa volta. Verdade, são muitas as espécies que não se conseguem adaptar com rapidez suficiente às modificações do seu meio e não resistem ao stress ambiental. Mas existem exceções. E algumas vivem aqui ao nosso lado, nos nossos rios e estuários. São minhocas, camarões, larvas aquáticas, pequenos gigantes aquáticos (imaginem, têm mais de um milímetro!) chamados macroinvertebrados bentónicos. Vivem em ambientes muito diversificados como as zonas de transição entre o rio e o estuário, zonas variáveis em termos de salinidade onde, ainda que se [...]

Pequenos e muito pouco stressados2022-10-12T18:27:02+00:00

Setembro 2022

Uso de Inteligência Artificial para acelerar a descoberta de novos fármacos

2022-09-12T16:40:28+00:00

Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra (UC) criou um modelo computacional inovador que pode vir a tornar mais rápido e menos dispendioso o desenvolvimento de novos fármacos para serem aplicados no tratamento de cancro, focados no contexto biológico da doença. Os resultados do estudo foram publicados na revista “Briefings In Bioinformatics”. Considerando que a descoberta de um fármaco é um processo extremamente complexo, moroso e dispendioso, este trabalho, que resulta de uma colaboração entre a Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCTUC) e a Faculdade de Farmácia (FFUC) da UC, teve como objetivo encurtar as etapas iniciais de desenvolvimento de fármacos, recorrendo à Inteligência Artificial (IA), através de métodos computacionais que consigam gerar compostos farmacologicamente interessantes de uma forma mais rápida e automatizada. Para desenvolver o novo modelo, a equipa do Departamento de Engenharia Informática da FCTUC recorreu a técnicas de Machine Learning, designadamente Deep Learning – um método [...]

Uso de Inteligência Artificial para acelerar a descoberta de novos fármacos2022-09-12T16:40:28+00:00

Por que razão engordamos?

2022-09-06T14:29:00+00:00

Os primeiros hominídeos evoluíram ao longo de milhões de anos alimentando-se do que a Natureza lhes dava: peixe, carne, ovos, bagas e partes aéreas das plantas. O desenvolvimento do cérebro humano terá sido favorecido por uma alimentação que fornecia essencialmente gorduras e proteínas extraídas dos animais que o homem primitivo caçava e pescava. A introdução em 1977 das novas orientações alimentares para os americanos, baseadas numa dieta rica em carboidratos e pobre em gorduras, precisamente o oposto da alimentação que fizemos ao longo de milhões de anos, teve um efeito desastroso na nossa saúde. A obesidade, diabetes tipo 2, síndrome metabólica e cancro tem aumentado de forma galopante na população da maioria dos países ocidentais, atingindo valores nunca antes vistos. De facto, é comum considerar que as gorduras saturadas são a principal causa de obesidade, doenças cardiovasculares e diabetes, mas, na realidade, não há nenhum estudo que o comprove. Esta [...]

Por que razão engordamos?2022-09-06T14:29:00+00:00

Festival de Ciência, ou a fantástica viagem aos mundos do conhecimento

2022-09-05T13:33:22+00:00

Por Rúben Oliveira *   Em 2021, Oeiras acolheu o primeiro festival de ciência desenvolvido em Portugal. O FIC.A - Festival Internacional de Ciência foi altamente participado, com 34 mil visitantes ao longo de 6 dias, e gerou grande interesse no país e no estrangeiro. Até ter lugar, o Festival percorreu um longo caminho, durante o qual se debateu não apenas com as implicações da pandemia no sector da cultura e dos eventos de massas, mas também com o desconhecimento do formato em contexto nacional. O imaginário estava praticamente circunscrito às típicas feiras de ciência que acontecem um pouco por todo o país, dinamizadas sobretudo por instituições académicas e por museus e outros espaços dedicados à promoção da cultura científica. Muito embora as feiras sejam um modelo privilegiado para levar a ciência ao público, o modelo de um festival exige ir mais longe. No fundo, um festival de ciência procura [...]

Festival de Ciência, ou a fantástica viagem aos mundos do conhecimento2022-09-05T13:33:22+00:00

Agosto 2022

A verdade é imperativa

2022-08-01T11:05:27+00:00

  Por Júlio Roldão*   Em todas as tábuas de leis, incluindo as que Moisés nos mostrou ou as dos reeditados Dez Mandamentos da Igreja Católica, em todas as normas que a vida colectiva aconselha ou impõe, a verdade é imperativa. Reflecti sobre isto há dias, quando fui despedir-me de um companheiro desta aventura dos jornais e descobri, no Adro da Paróquia de Oliveira do Douro, um jardim de dez oliveiras, cada uma a enquadrar um dos dez mandamentos já citados. Nesta lista, o mandamento que impõe a verdade é o oitavo e sintetiza-se com a expressão "não levantarás falsos testemunhos". Noutras tábuas figura noutra posição, mas em todas elas, até no Código Deontológico dos Jornalistas, a verdade é imperativa. No Código Deontológico dos jornalistas é logo a primeira norma e diz que o jornalista "deve relatar os factos com rigor e exatidão e interpretá-los com honestidade", acrescentando que "os [...]

A verdade é imperativa2022-08-01T11:05:27+00:00

Julho 2022

Nós e Eles, os estrangeiros

2022-07-29T11:22:22+00:00

São diferentes. Chamam a atenção pois têm outra cor de cabelo, de olhos, de pele, outra altura, postura e até por vezes outra maneira de estar. Falam outra língua que no primeiro instante constrói uma invisível barreira entre nós e eles. Por vezes tentam falar a nossa, mas como soa estranho a barreira não desaparece, e permanece firme pois não só a voz e a aparência a constroem. Eles comem noutros horários, irritam os donos dos restaurantes perguntando se podem almoçar na nossa hora de lanche, ao pequeno-almoço comem tomate e antes do almoço tomam café. Os estrangeiros porque deles falamos, têm um olhar caótico, curioso mas também um ar meio perdido. Isso assusta ou desperta curiosidade? Com certeza um pouco dos dois. Ser diferente têm duas vertentes: assustadora e atraente. O ser humano desde sempre tem a tendência de temer o “outro”. É compreensível pois até nos primatas, o [...]

Nós e Eles, os estrangeiros2022-07-29T11:22:22+00:00

Ter licença para aprender sozinho

2022-07-20T09:22:04+00:00

Por Júlio Roldão *     Uma noite, já não sei quando, sonhei viver num país onde a escolaridade mínima obrigatória era uma licenciatura universitária. Nesse país ninguém ousava dizer que não podíamos ser todos licenciados – ser licenciado até era obrigatório. Este sonho é tanto mais estranho quanto eu frequentei o ensino liceal privado num tempo em que existia um ensino liceal público e um ensino técnico público – a unificação dos liceus e das escolas técnicas em escolas secundárias aconteceu quando eu já andava na Universidade. E se a separação entre o ensino liceal e o ensino técnico foi alvo de uma grande contestação logo após o 25 de Abril de 1974, a unificação não foi consensual e ainda hoje há quem diga que não podemos ser todos doutores, ou seja, licenciados. Conheci uma pessoa, por sinal licenciada, que equiparava uma licenciatura a uma suposta autorização – ser [...]

Ter licença para aprender sozinho2022-07-20T09:22:04+00:00

Livros de ciências para as férias

2022-07-06T11:08:56+00:00

As férias são sempre um bom tempo para ler. E os livros de ciência também têm um lugar nesse tempo estival. Escolhi dez livros de ciências que saíram recentemente em português, tendo-os ordenado por alfabética do apelido do autor. 1-CORREIA, Mário, A Grande Aventura. Gago Coutinho e Sacadura Cabral na primeira travessia aérea do Atlântico Sul, Oficina do Livro. Passou este ano o centenário dessa proeza da aviação que foi a travessia do Atlântico empreendida pelo piloto Sacadura Cabral e pelo navegador Gago Coutinho. Este livro de um historiador que é também aviador (e que foi conservador do Museu do Ar) descreve a aventura, fornecendo ampla iconografia. 2- CRAWFORD, Paulo, O Universo, Do Big Bang aos Buracos Negros, Fundação Francisco Manuel dos Santos O cosmólogo e professor jubilado da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e um dos primeiros cosmólogos portugueses deixa, neste ensaio da Fundação, que é curto [...]

Livros de ciências para as férias2022-07-06T11:08:56+00:00

A garrafa vazia

2022-07-06T09:20:51+00:00

Por Júlio Roldão*   "Rio Largo De Profundis" é uma cantiga de José Afonso (Zeca), incluída no LP "Venham Mais Cinco", cujo primeiro verso é o inesquecível "a garrafa vazia de Manuel Maria". Cito esta letra por saber que a esmagadora maioria dos portugueses já ouviu essa quase misteriosa estrofe do "Rio Largo De Profundis" – "A garrafa vazia de Manuel Maria // De Manuel Maria, De Manuel Maria // A garrafa vazia de Manuel Maria // A garrafa vazia de Manuel Maria". Há dias, de passagem pela mercearia fina onde compro pão transmontano feito com aquele fermento bom a que chamam massa mãe, descobri que há garrafas de vinho que parecem cheias e por abrir mas na verdade são garrafas rolhadas e seladas mas vazias. Estas garrafas servem para ser expostas nas montras das mercearias finas e noutros espaços comerciais especializados sem que dessa exposição publicitária resulte o desperdício [...]

A garrafa vazia2022-07-06T09:20:51+00:00

Novo e horrível crime de uma aldeia velha!

2022-07-04T15:05:40+00:00

Por Júlio Roldão *   Menos de cem anos depois de um horrível crime ocorrido numa aldeia serrana do Norte do país, o assassínio de uma jovem mulher queimada viva por outras mulheres que diziam acreditar estar a jovem possuída pelo diabo, menos de cem anos depois deste horrível crime (que deu origem à obra de Bernardo Santareno "O Crime da Aldeia Velha"), um pouco mais a Sul, mas ainda em Portugal, uma menina de três anos terá sido torturada até à morte por três adultos que dessa forma pretenderiam forçar a mãe da vítima a pagar uma suposta dívida de 400 euros. Em 1953, vinte anos depois do crime da "Aldeia Velha" (assim citado para não recordar o verdadeiro nome da aldeia), em plena ditadura do chamado Estado Novo, um regime sem liberdades e com censura ao que se escrevia, o assassínio, numa fogueira inquisitorial, de uma jovem mulher, [...]

Novo e horrível crime de uma aldeia velha!2022-07-04T15:05:40+00:00
Go to Top