Setembro 2021

Detectar “fake news” através de grupos de leigos

2021-09-03T11:46:41+00:00

Face às graves preocupações com a desinformação, as redes de comunicação social e as instituições noticiosas utilizam frequentemente verificadores de factos profissionais para separar o real do falso. Mas os verificadores de factos só conseguem avaliar uma pequena parte dos conteúdos que inundam as redes e a comunicação social. Um problema com a verificação de factos é que há demasiados conteúdos para os verificadores profissionais poderem cobrir, especialmente dentro de um prazo razoável. Um novo estudo realizado por investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla inglesa), nos Estados Unidos da América, sugere uma abordagem alternativa: As verificações provenientes de grupos de leitores não especializados podem ser virtualmente tão eficazes como o trabalho de verificadores de factos profissionais. No estudo agora publicado, com o título "Scaling up Fact-Checking Using the Wisdom of Crowds" (https://www.science.org/doi/10.1126/sciadv.abf4393), publicado na revista Science Advances, foram examinadas mais de 200 notícias que os algoritmos [...]

Detectar “fake news” através de grupos de leigos2021-09-03T11:46:41+00:00

«As mais altas, as mais largas, as maiores e as mais velhas

2021-09-02T19:38:30+00:00

De que falamos? Leia mais um pouco e surpreenda-se. A Assembleia-Geral das Nações Unidas declarou 2011 como o Ano Internacional das Florestas para, deste modo, sensibilizar a comunidade internacional para a necessidade de uma gestão sustentável, conservação e desenvolvimento sustentável de todos os tipos de florestas, sob o lema “Floresta para todos”. Um lema que desafia todas as pessoas a conhecer a Floresta, valorizando todos os recursos que dela provêm e englobando todas as árvores nela contidas. Começando pelo desafio do conhecimento mais fundamental da sua morfologia, perguntamos: conhece as mais altas, as mais grossas, as maiores e as mais velhas ÁRVORES do mundo? Algumas espécies de árvores apresentam copas altíssimas, sombreando as florestas, enquanto outras têm ramos antigos e nodosos, que pouco abrigo oferecem nas paisagens áridas. Muitas destas árvores tornaram-se presas do abate madeireiro intensivo e da invasão humana. Algumas, contudo, persistem. Conheçamos então as “mais”, dentro dos [...]

«As mais altas, as mais largas, as maiores e as mais velhas2021-09-02T19:38:30+00:00

O céu de Setembro de 2021

2021-09-01T13:25:17+00:00

  A primeira efeméride relevante deste mês é a passagem da Lua junto a Pólux uma das duas cabeças da constelação de Gémeos. Esta estrela gigante alaranjada (sendo, portanto, mais evoluída que o Sol) tem um exoplaneta com 2,3 vezes a massa de Júpiter. Este evento coincide com o 45º aniversário da amartagem (aterragem em Marte) da sonda Viking 2. No entanto, será difícil comemorar esta efeméride observando Marte por este encontrar-se numa direção demasiado próxima da do Sol. Ao início da noite de dia 5 iremos assistir ao ocaso de Vénus junto à estrela Spica (ou Espiga) da constelação de Virgem. Esta é uma das 20 estrelas com maior brilho aparente do nosso céu. A estrela Espiga é um sistema binário, cujas componentes estão tão próximas que a sua atração gravitacional faz com que não tenham uma forma esférica, mas sim alongada como um ovo. Na madrugada de dia [...]

O céu de Setembro de 20212021-09-01T13:25:17+00:00

Agosto 2021

A voz materna reduz a dor em bebés prematuros

2021-08-31T13:31:39+00:00

Um bebé nascido prematuro tem frequentemente de ser separado dos seus pais e colocado numa incubadora em cuidados intensivos. Durante várias semanas, ele ou ela irá submeter-se a procedimentos médicos de rotina que podem ser dolorosos, sem não forem aliviados por demasiados analgésicos farmacêuticos, que são arriscados para o seu desenvolvimento. Então, como podemos agir para o bem do bebé? Uma equipa da Universidade de Genebra (UNIGE), em colaboração com o Hospital Parini e a Universidade do Vale de Aosta, em Itália, observou que quando a mãe fala com o seu bebé no momento da intervenção médica, os sinais da expressão da dor do bebé diminuem e o seu nível de oxitocina - a hormona envolvida na ligação afectiva e também ligada ao stress - aumentou significativamente, o que poderia permitir uma melhor gestão da dor. Estes resultados, publicados na revista Scientific Reports (https://www.nature.com/articles/s41598-021-96840-4), demonstram a importância da presença parental [...]

A voz materna reduz a dor em bebés prematuros2021-08-31T13:31:39+00:00

Magnetismo Terrestre

2021-08-30T14:58:48+00:00

O planeta Terra possui um campo magnético natural, como aliás, a maioria dos planetas do sistema solar. O campo magnético acredita-se ser gerado pelo núcleo de ferro e níquel, em estado líquido, que existe no interior do planeta, e é o responsável pela orientação das agulhas das bússolas. É como se um íman estivesse no centro da Terra, que atua como um dínamo gigante, que se mantém em constante movimento devido à rotação da Terra. Os pólos magnéticos estão deslocados relativamente aos pólos geográficos que representam o eixo de rotação. Os pólos magnéticos vão variando de posição ao longo do tempo. Em 2001, o pólo norte magnético, estava localizado a cerca de 80.7º de latitude norte e a 109.4º de longitude oeste, no nordeste do Canadá. Para o leitor ter uma ideia, ficava a cerca de 1200 km do pólo norte geográfico. Mas, estando em constante movimento, os cientistas conseguiram [...]

Magnetismo Terrestre2021-08-30T14:58:48+00:00

Autárquicas 2021: quantas cidades de 15 minutos?

2021-08-27T13:35:46+00:00

A um mês das eleições autárquicas, em que irão a votos mais de 300 municípios e mais de 3000 freguesias, coloca-se a questão quantos candidatos têm como plano o desenvolvimento de uma cidade de 15 minutos? Como diz o pai do conceito “cidade de 15 minutos”, Carlos Moreno, professor da Universidade de Sorbonne, o futuro planeamento urbano tem de permitir a cada um alcançar diariamente o que precisa, a pé ou de bicicleta, em 15 minutos. De acordo com Carlos Moreno, a dinâmica quotidiana das pessoas jamais retornará à que era vivida antes desta pandemia. E, acrescente-se, isso não é necessariamente negativo. Senão, vejamos: quantas horas por dia estava a maioria das pessoas em transportes próprios ou públicos em deslocações diárias? Quantas horas permaneciam as crianças nas creches, escolas e ATL diariamente? Segundo Carlos Moreno a pandemia fez-nos descobrir o nosso bairro residencial – lugares e pessoas: ser turista à [...]

Autárquicas 2021: quantas cidades de 15 minutos?2021-08-27T13:35:46+00:00

Observar a formação dos centríolos nas primeiras plantas terrestres

2021-08-25T14:33:32+00:00

Há mais de 130 anos, servindo-se de um microscópio com pouco mais que luz visível e algumas lentes, Theodor Boveri ampliou ovos de lombriga e viu-os clivar. Anos de trabalho levaram à primeira descrição dos centrossomas, e dos centríolos no seu interior, como importantes organizadores da divisão celular. Hoje em dia, os centríolos são conhecidos como parte integrante não só dos centrossomas, mas também dos cílios e flagelos, estruturas semelhantes a antenas que participam na locomoção, alimentação e sinalização celular. A microscopia tem ganho terreno desde então e máquinas cada vez mais complexas permitem-nos ver objetos tão pequenos quanto um átomo ou reconstruir a complexa arquitetura 3D de estruturas celulares. Muito do conhecimento sobre os centríolos tem sido construído estudando a divisão de células animais num grupo restrito de espécies, como as moscas ou os humanos. “Avanços tecnológicos recentes em muitas frentes permitem-nos estudar outras espécies com grande relevância económica [...]

Observar a formação dos centríolos nas primeiras plantas terrestres2021-08-25T14:33:32+00:00

As Plantas Carnívoras

2021-08-24T13:27:16+00:00

Na natureza, a maioria das plantas produzem o seu próprio alimento, através da realização da fotossíntese e os animais, por sua vez, alimentam-se de plantas e de outros animais. No entanto, existem cerca de 600 espécies de plantas que são uma exceção: as plantas carnívoras. E porquê esta necessidade de se alimentarem de animais, perguntará o leitor? A explicação é simples: estas plantas vivem em solos muito pobres e meios aquáticos (zonas pantanosas e turfeiras) que contêm muito pouco, ou mesmo nenhum azoto, um nutriente essencial, pois através dele as plantas sintetizam a clorofila. Alimentando-se de animais, estes facultam-lhes o azoto, permitindo a realização da fotossíntese e o seu consequente crescimento. O carnivorismo nestas plantas é considerado uma adaptação nutricional, que foi evoluindo ao longo de milhares de anos, para permitir a sua sobrevivência. Para atraírem as suas presas, as plantas carnívoras, como por exemplo as ascídias, uma família de [...]

As Plantas Carnívoras2021-08-24T13:27:16+00:00

Centro de excelência do Norte de Portugal/Galiza cria 30 materiais com base em resíduos

2021-08-23T13:27:34+00:00

Viseiras a partir de cabides, trotinetes com laminado de madeira e carbono, novos recipientes cosméticos, móveis diferenciados, cabides reciclados da Adolfo Dominguez, peças injetadas para veículos, fibra de carbono verde, estruturas para construção, artesanato e rifles submarinos. Estes são exemplos da trintena de materiais agora criada no Norte de Portugal e Galiza com resíduos do setor primário. Trata-se do projeto Valornature - Centro de Excelência em Materiais Sustentáveis da Euro-Região e é liderado pelo PIEP - Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros da Universidade do Minho, em parceria com a Agência Galega da Indústria Florestal e o Centro Tecnológico do Automóvel da Galiza. A iniciativa teve 2.3 milhões de euros do Programa Interreg, juntando desde 2018 mais de 50 entidades a valorizar subprodutos agroflorestais, marinhos e extrativos em áreas-chave da economia, como automóvel, aviação, naval, construção e desporto. Este centro de excelência avaliou no início o potencial dos recursos endógenos do [...]

Centro de excelência do Norte de Portugal/Galiza cria 30 materiais com base em resíduos2021-08-23T13:27:34+00:00

O sabor dos alimentos

2021-08-20T13:05:04+00:00

Nunca se questionou porque sabe tão bem lamber os gelados ao invés de os trincar de uma só vez? De facto, lamber os gelados é a melhor maneira de os apreciar convenientemente, pois as papilas que transmitem o sabor doce ao cérebro encontram-se na ponta da língua. As papilas gustativas são as estruturas que captam os sabores daquilo que ingerimos, estando na sua maioria instaladas na língua, embora haja papilas gustativas em outras regiões da boca e da garganta. O sabor desenvolve-se nestas células por estas terem nervos nas suas extremidades, que reagem aos alimentos, enviando as mensagens ao cérebro. Quanto às papilas gustativas que se situam na língua, elas são de quatro tipos: as filiformes, que têm uma forma fina e alongada; as fungiformes, que têm a forma de um cogumelo, situam-se na parte anterior da língua; as foliáceas, que têm a forma de uma folha, encontram-se na parte [...]

O sabor dos alimentos2021-08-20T13:05:04+00:00
Go to Top