Responsáveis de jornais de todo o Mundo pedem a Trump que pare ataques aos media

Publicada há 4 semanas atrás (Quarta-feira, 29 de Março de 2017)
http://www.wan-ifra.org/articles/2017/03/27/wan-ifra-letter-to-president-trump-27-march-2017

Dezenas de directores de alguns dos mais importantes jornais de todo o Mundo endereçaram ontem (segunda-feira, dia 27 de Março) uma carta a Donald Trump, manifestando a sua profunda preocupação com os persistentes ataques contra a Imprensa por parte da administração norte-americana. Apelam ainda ao Presidente dos Estados Unidos para que acabe com as suas acusações de “notícias falsas” e garanta que os briefings com a Imprensa na Casa Branca sejam acessíveis a todos os media.
A carta foi enviada pelo Comité Executivo, Forum Mundial de Editores e Liberdade dos Media da WAN-IFRA - Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias com sede em Paris. Na missiva alerta-se para os prejuízos que os comentários do Presidente Trump – regularmente publicados na rede social Twitter – estão a ter num sector que tenta responder ao fenómeno da desinformação e das “notícias falsas”.
Referindo a crescente preocupação da comunidade internacional da Imprensa, a carta lembra a relação história dos Estados Unidos com uma Imprensa livre, sublinhando que as atitudes do Presidente podem contribuir para ataques às liberdade essenciais por parte de líderes de países onde a liberdade de Imprensa é mais débil.
A WAN-IFRA pede ao Presidente Trump que saúde e encoraje a auto-crítica rigorosa da imprensa livre e solicita uma reunião entre a Administração norte-americana e representantes dos media mundiais para debater a reconstrução das relações profissionais.
O texto original da carta pode ser consultado aqui:
http://www.wan-ifra.org/articles/2017/03/27/wan-ifra-letter-to-president-trump-27-march-2017