Congresso Mundial de Imprensa e de Editores decorre em Portugal no próximo ano

Publicada há 3 meses atrás (Segunda-feira, 12 de Junho de 2017)

O Congresso Mundial de Imprensa e Forum Mundial de Editores vai realizar-se em Portugal, mais concretamente no Estoril – Cascais, em Junho do próximo ano, promovido pela WAN-IFRA (Associação Mundial de Jornais e de Editores), com o apoio da Associação Portuguesa de Imprensa (API) e da Câmara Municipal de Cascais. O anúncio foi feito durante o Congresso Mundial da WAN-IFRA que agora se realizou em Durban (África do Sul), entre 7 e 9 de Junho.
“É altura de voltarmos à Europa para celebraros 70 anos num país com uma herança excepcional, onde se cruzam muitas culturas, uma ponte entre o pasado e o futuro, o sítio ideal para uma reunião dos media de todo o Mundo” – afirmou Vincent Peyrègne, Presidente Executivo da WAN-IFRA, ao convidar a imprensa de todo o Mundo para estar presente em Portugal no próximo ano, para participar no 70.º Congresso Mundial de Imprensa e Forum Mundial de Editores.
Esta magna reunião mundial decorrerá no Centro de Congressos do Estoril entre 6 e 8 de Junho do próximo ano, contando com o apoio da Câmara Municipal de Cascais. É co-organizada pela API – Associação Portuguesa de Imprensa, cujo Presidente, João Palmeiro, na intervenção que agora fez em Durban, afirmou, a propósito do Congresso de 2018:
“Esperamos não só contibuir para uma inesquecível celebração dos 70 anos da WAN-IFRA, mas também para o reforço das relações entre os editores portugueses e os seus pares de todo o Mundo. Agradecemos à WAN-IFRA esta oportunidade de proporcionar condições para um debate entre grupos da sociedade civil, instituições internacionais, empresas tecnológicas e empresários de comunicação social, de forma a que possam trabalhar em conjunto para preservar os valores de um ecossistema livre, independente e sustentável em que as noticias desempenhem o seu importante papel na sociedade”.
João Palmeiro destacou também o apoio da Câmara Municipal de Cascais e a importância que um acontecimento deste tipo representa para a visibilidade de Portugal em todo o Mundo.
Por seu turno, Vincent Peyrègne disse ainda:
“Tal como há 70 anos, vivemos uma época em que a confiança nos media é preciosa. As receitas da publicidade baseadas na relação com o leitor estão a reformular os fundamentos da indústria da Imprensa, de cada vez mais focada nas audiências, novas formas de colaboração e alianças, sendo fundamental a aposta no jornalismo de qualidade e de confiança”.
No decorrer do Congresso foi feita a apresentação do Centro de Congressos do Estoril, onde decorrerão os trabalhos em Junho do próximo ano, bem como de muitos outros locais de interesse em Cascais. Foi muito positivo o impacto desta apresentação junto dos Congressistas, que foram unánimes em elogiar o que acabavam de ver e ouvir.
É a segunda vez que Portugal acolhe um Congresso Mundial de Imprensa – o primeiro decorreu em 1986 em Lisboa.
Inscrições e informações sobre o Congresso que se efectua em Portugal no próximo ano em http://www.wan-ifra.org/portugal2017 .

SOBRE A WAN-IFRA

WAN-IFRA é a Associação Mundial de Imprensa e de Editores de Imprensa. A sua missão é proteger os direitos do jornalismo em todo o Mundo de forma a garantir uma imprensa livre, mas também fornecer aos seus membros serviços profissionais que contribuam para que a Imprensa possa prosperar num Mundo digital e desempenhar o seu papel de crucial importância.
A WAN-IFRA representa 18 mil publicações de 120 países de todos os Continentes, e abrange 80 associações de editores.